A Importância dos Oligossacarídeos do Leite Humano na Saúde Infantil

Autores

  • Sara Mendes Alcova Santana Universidade Anhanguera Campus Marte
  • Amanda Barbosa Neto a Centro Universitário Anhanguera de São Paulo, Campus Santana. SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-5141.2023v27n2p122-129

Resumo

O aleitamento materno é a alimentação padrão ouro para o lactente, proporcionando não só nutrição, mas contribuindo para a saúde geral do binômio mãe-filho. Sua composição apresenta o perfeito equilíbrio de nutrientes e água em quantidade compatível com as necessidades do lactente, seja ele a termo ou pré-termo. O leite humano contém uma extensa lista de componentes bioativos, incluindo imunoglobulinas, hormônios, citocinas, oligossacarídeos e outros. Os oligossacarídeos do leite humano são carboidratos não digeríveis, com aproximadamente 200 estruturas diferentes, identificados em um complexo grupo de glicanos livres sintetizados pela glândula mamária da nutriz, sendo a terceira maior fração sólida do leite materno humano, depois da lactose e dos lipídios. Os oligossacarídeos do leite humano são compostos pelos monossacarídeos glicose (Glc), galactose (Gal), N-acetilglucosamina (GlcNAc), fucose (Fuc) e ácido N-acetilneuramínico (Neu5Ac). O objetivo deste trabalho foi revisar a literatura, identificando os artigos periódicos mais relevantes publicados no intervalo entre os anos 2015 e 2023, em busca das crescentes evidências sobre os efeitos funcionais e fisiológicos dos oligossacarídeos do leite humano, assim como o seu impacto na saúde do lactente, através de suas funções como prebióticos, modulando a microbiota intestinal infantil; antimicrobianos, prevenindo a ligação de patógenos e instalação de infecções; imunomoduladores, modulando o sistema imunológico e contribuindo para o desenvolvimento cerebral e cognitivo do lactente. Faz-se necessário o estudo contínuo sobre os oligossacarídeos do leite humano, visto que, em função da complexidade da composição destes componentes, todos os seus possíveis desfechos na saúde infantil possam ser melhor definidos.

Palavras-chave: Aleitamento Materno. Carboidratos. Lactente.

 

Abstract

Breastfeeding is the gold standard diet for infants, providing not only nutrition, but contributing to the general health of the mother-child binomial. Its composition presents the perfect balance of nutrients and water in an amount compatible with the needs of the infant, whether full-term or pre-term. Human milk contains an extensive list of bioactive components, including immunoglobulins, hormones, cytokines, oligosaccharides and others. Human milk oligosaccharides are non-digestible carbohydrates, with approximately 200 different structures, identified in a complex group of free glycans synthesized by the nursing mother's mammary gland, being the third largest solid fraction of human breast milk, after lactose and lipids. Human milk oligosaccharides are composed of the monosaccharides glucose (Glc), galactose (Gal), N-acetylglucosamine (GlcNAc), fucose (Fuc) and N-acetylneuraminic acid (Neu5Ac). The objective of this work was to review the literature, identifying the most relevant periodical articles published between the years 2015 and 2023, in search of growing evidence on the functional and physiological effects of human milk oligosaccharides, as well as their impact on health. of the infant through its functions as prebiotics, modulating the infant intestinal microbiota; antimicrobials, preventing the binding of pathogens and the onset of infections; immunomodulators, modulating the immune system and contributing to the infant's brain and cognitive development. It is necessary to continue studying the oligosaccharides in human milk, since, due to the complexity of the composition of these components, all their possible outcomes on the child’s health can be better defined.

Keywords: Breast Feeding. Carbohydrates. Infant.

Downloads

Publicado

2023-12-13 — Atualizado em 2024-02-19

Versões

Como Citar

MENDES ALCOVA SANTANA, Sara; NETO, Amanda Barbosa. A Importância dos Oligossacarídeos do Leite Humano na Saúde Infantil. UNICIÊNCIAS, [S. l.], v. 27, n. 2, p. 122–129, 2024. DOI: 10.17921/1415-5141.2023v27n2p122-129. Disponível em: https://uniciencias.pgsscogna.com.br/uniciencias/article/view/10874. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos